Como se portar no Fórum? Dicas de como o advogado deve se comportar no Fórum de Justiça

1863
0
COMPARTILHAR
Como se portar no Fórum
Como se portar no Fórum

Você acaba de tirar a carteira da OAB e nunca entrou no Fórum? Se entrou, foi só de passagem, nunca a trabalho. E agora? Como se portar  no Fórum? Como fazer meus processos andarem? Vamos tirar essas e outras dúvidas comuns aos advogados iniciantes e que ninguém tem coragem de perguntar.

Como se portar no Fórum?

Pode parecer um ato corriqueiro para os veteranos, mas muito novato morre de medo de entrar no Fórum. Isso pode soar como uma tolice, mas não é. Os medos são vários: de não conseguir falar na hora H, não conseguir o que quer ou ser mal tratado por funcionários ou mesmo por juízes.

O medo é compreensível já que um fórum de justiça pode parecer um local hostil para quem não tem muito contato com o ambiente. A boa notícia é que essa impressão passa com o tempo e as diversas incursões que você terá que fazer nesse terreno até então desconhecido.

O ideal seria que todos os estudantes de Direito tivessem um estágio obrigatório em uma serventia judicial para entender as rotinas do judiciário. Sentir na pele como é estar do outro lado do balcão, saber por que os servidores podem ser tão ríspidos e antipáticos.

Sim, servidores podem ser abusados e nem toda simpatia do mundo pode vergar alguns deles. Você pode sim reclamar na OAB, mas não se iluda, nem sempre isso vai dar certo – quase nunca pra ser sincero.

Em dez anos de profissão, nunca ouvi falar que um funcionário estável foi demitido por afrontar um advogado. Já vi sim advogados reclamarem na OAB e a denúncia não dar em nada, pro funcionário é claro. Já o advogado fica “marcado” por todo o fórum.

Então, vamos às dicas:

Seja firme e se faça entender

Nenhum funcionário gosta de atender pessoas que não se façam entender, isso cria uma certa antipatia no primeiro contato. O ideal é que você fale com firmeza e objetividade, nada de enrolação.

Educação e postura na hora de falar no balcão de uma secretaria são pontos chaves para o sucesso do seu atendimento. O bom advogado sabe falar sem ser ríspido e conseguir o que quiser na secretaria judicial.

Vá preparado à secretaria judicial

Muitos advogados acham que o funcionário tem obrigação de saber a vida de todos os processos da secretaria. Não, ele não sabe. E nem se importa. São em média mais de 3 mil processos em uma serventia cível pequena (eu disse pequena). Muitas comarcas ainda usam processos físicos, aqueles de papel e fáceis de se perderem. Ter o mínimo de informação sobre seu cliente e o processo correspondente pode ser a diferença de ser ou não bem atendido no balcão. Já vi muitos advogados que chegam para falar de um processo e sequer sabem o nome do seu cliente. Não incorra neste erro. Quanto mais informações tiver, melhor.

Vista-se adequadamente

Pode parecer bobeira, mas o traje diz muito sobre o advogado. Infelizmente no Brasil ainda roga a cultura de que o bem vestido é quem manda. A roupa do advogado pode ser um diferencial a seu favor. Com certeza o serventuário não trata a parte com a mesma presteza com que trata o advogado. Fique o mais parecido com um advogado que puder. Já vi gente que nem era advogado ser melhor tratado que o próprio advogado. É absurdo mas pessoas ainda te tratarem pelo que veste e não pelo que és.

Tente ser “amigo” do servidor

Não estou dizendo que você deve ser amigo de infância dele, mas tentar manter uma relação amigável com o servidor pode ser uma ótima postura. Lembre-se todo mundo gosta de ser bem tratado.

Chame-o pelo nome, com cordialidade, falando sempre “por favor” e agradecendo o que lhe for atendido. Mesmo que perceba má vontade por parte do servidor, insista na cordialidade, ela pode render bons frutos. Nem sempre vai ver um servidor lhe abrindo os dentes, pense que ele pode estar em um mal dia e você, infelizmente, precisa dele.

Entretanto, não o trate com intimidade, muitos não gostam de entrosados. Se for tirar alguma brincadeira, tenha certeza que tem intimidade suficiente para isso. O ideal é evitar.

Tenha atitude

A pessoa do outro lado do balcão não é seu inimigo. Entretanto, ela pode ser uma pedra em seu sapato – palavras de quem já trabalhou em uma serventia judicial.

Quando falo de atitude não estou falando que você deva ser agressivo e achar, como muitos acham, que a carteira da OAB é o escudo do Capitão América que vai te proteger de tudo. Já vi muitos novatos e até mesmo estagiários entrarem pela porta de uma Secretaria Judicial e mandar (não pedir) que o servidor lhe faça algo de forma ríspida. Lembre-se você deve ser respeitado por todos, mas também deve respeito a todos. Em que pese aquela carteirinha te dar algumas prerrogativas, ela não te autoriza a sair dando patadas em todos.

O que vale mesmo é ter bom senso. Tratar as pessoas como gostaria de ser tratado. Evitar conflitos e confrontos é a base de qualquer relacionamento, seja onde for. Mas se se sentir desrespeitado use sua inteligência para resolver o problema da melhor forma. Afinal, você é um advogado, um conciliador.

Mas também não seja complacente com quem te agride. Imponha-se elegantemente, responda a altura e em tom que se faça ouvir, não precisa gritar ou se agitar. Apenas responda à altura e com firmeza. Lembre-se: Você é um operador do direito e tem todo o direito de estar ali pleiteando, esse é o seu trabalho.

No final das contas o que vale é a simplicidade, você está ali para resolver um problema e não para criá-lo. Se faça entender e certamente terá sucesso na empreitada. Nada de arrogância ou brigas desnecessárias. Siga essas dicas e tenha boas diligências. E nada de medo de entrar no Fórum. Afinal, aquele será o seu ambiente de trabalho daqui em diante.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO VIP!
Dicas semanais incríveis!
Respeitamos sua privacidade. Seu e-mail não será compartilhado.

Se você tem alguma experiência com diligências em fóruns, deixe seu recado aí embaixo. Teremos o prazer de publicá-las.

Comentários

comentários