Como manter meu emprego? Dicas para manter a sua vaga no emprego segura em tempos de crise e recessão.

645
0
COMPARTILHAR
como manter meu emprego
como manter meu emprego

Como manter meu emprego. Essa é a pergunta que muitos brasileiros se fazem quando estão em um trabalho fixo e com boa remuneração, mas temem perdê-lo.

Quem não é seu próprio chefe, infelizmente, corre o risco de em algum momento da sua carreira perder o seu emprego, por N razões – que não vamos listar aqui – e muitas delas agravadas por atitudes e comportamentos que o, agora desempregado, nem sabia que estava tendo.

Por isso confira aqui algumas dicas de como se portar e de como manter meu emprego logo abaixo:

como manter meu emprego

Cumpra seus horários e prazos:

Isso não deveria ser uma dica, já que se espera que todo bom funcionário cumpra seus horários e prazos. Mas sempre existem aqueles que acham que os atrasos no ambiente de trabalho não importam muito.




Um lembrete: eles importam e com certeza serão levados em consideração na hora de avaliar se vale a pena manter ou não um vinculo empregatício.

proatividade

Seja Proativo.

Antes de tudo vamos deixar que ser proativo não significa ser puxa saco, mas sim ser uma pessoa disposta a arregaçar as mangas e realizar tal tarefa sem que tenham que lhe pedir por isso.

Um funcionário proativo procura sempre pensar em como pode contribuir para solucionar os problemas que a empresa possa estar enfrentando, ou em como ele, mesmo ocupando uma posição mais simples na empresa, pode ser mais eficiente em sua rotina e obrigações no trabalho.




Isso as vezes pode significar ter que fazer aquela hora extra, ou mostrar mais empenho e cuidado ao realizar tuas tarefas.

Vale lembrar também que um funcionário proativo não fica só no discurso. Ele somente será notado de verdade se realmente agir (não sem consultar um superior antes). E que um funcionário proativo não precisa agir, e nem deve, agir como um escravo da empresa.

Cargas horárias abusivas e outros tipos de irregularidades que possam surgir daparte da empresa e do empregado, só podem resultar em dores de cabeça, processos trabalhistas e eventualmente na quebra do vinculo entre patrão e empregado.

como manter meu emprego

Cuide de sua saúde.

Sim, cuidar da saúde também significa cuidar do sem emprego.  Afinal aqueles funcionários que mostram mais disposição física, assim como aqueles que não precisam faltar frequentemente por justificativa médica, são os funcionários que se mostrarão mais disponíveis para se contar em momentos de crise ou não.

É importante ressaltar que cuidar da saúde mental também é essencial. Corpo e mente precisam estar bem para que você possa desempenhar bem a tua função.

E que ninguém é de ferro, então não adianta se martirizar se ficar doente e precisar faltar uma vez ou outra. Mas lembre-se que nesses casos é sempre preciso procurar ajuda médica para que a sua recuperação seja completa antes de você voltar a por a mão na massa.

como manter meu emprego

Cuidado com aparência e vestuário.

Vamos deixar claro que quando tocamos no assunto aparência não estamos falando dos padrões ultrapassados de beleza imposto. Essa colocada pela sociedade e mídia no geral (e aceito por muitos como correto).




Sendo direto: tomar banho e usar roupas limpas para ir trabalhar, assim como tomar outros cuidados com a higiene,é primordial.

Vale citar aqui também a questão do vestuário. Se a empresa exigir o uso de uniforme, use-o sempre. Se a empresa não torna o uso do uniforme obrigatório, procure usa-lo sempre. Agora se a empresa não disponibiliza uniforme, procure sevestir de acordo com o seu ambiente de trabalho.

como manter meu emprego

Pratique a política da boa vizinhança.

Você dificilmente se encontrará trabalhando sozinho em muitas empresas por ai. Por isso, ter boa convivência com os seus colegas de trabalho também é essencial para manter a sua vaga de emprego.

E isso se aplica não somente ao modo como você age com aqueles que trabalham ao teu lado diariamente, mas a forma como você se comporta e influencia no ambiente ao teu redor.

Por exemplo, poucas pessoas se sentem bem trabalhando ao lado de quem está constantemente mau humorado, costuma reclamar de tudo ou tem costuma estar sempre xingando e falando palavrões (brincando ou não).

Chefes e administradores com certeza levarão a tua postura e relacionamento com os colegas na hora de decidir se você continuará ou não a fazer parte da equipe. Por isso, prestar atenção em como você se comporta no seu ambiente de trabalho também é essencial.

formacao

Invista em sua formação

É importante lembrar que, apesar de já estar no mercado de trabalho – ocupando ou não a vaga desejada – o cuidado com a sua formação profissional deve ser constante. Ou seja, não é só porque você já tem o seu emprego garantido que não precisa adquirir mais conhecimento e qualificação na área onde atua.

Isso ajuda, e muito, não só na sua bagagem profissional – e no teu currículo – como também na imagem que você pode passar para os superiores e administradores da empresa onde trabalha. Afinal, quem não quer ter em seu quadro de funcionários aquela pessoa que está sempre em busca de novos conhecimentos? Pessoas que possam contribuir em sua rotina e ambiente de trabalho?

Cuidado com o teu histórico.

Sim, isso também é importante. E não estamos falando do teu histórico escolar, mas sim do teu histórico dentro da empresa. Tudo aquilo que você fez relacionado ao seu trabalho ou não desde o primeiro dia em que entrou ali.

E falamos isso porque em momentos de cortes no quadro de funcionários da empresa, o superior responsável provavelmente não levará em conta o seu bom comportamento repentino, ou a sua recente aptidão em cumprir prazos e horários, e a seu novo jeito espontâneo e proativo que sempre busca fazer mais e encontrar soluções para os problemas da empresa.

Esse comportamento tem que ser adotado desde o seu primeiro dia no emprego. Com certeza isso vai ser levado em consideração na hora de decidir quem vai e quem fica

Seja realista, porém otimista

A ultima dica:

É mais para você mesmo do que para o modo como você quer ser notado dentro da companhia onde trabalha.

Seja realista. Tome as dimensões de todas as suas falhas e acertos. Use o seu conhecimento sobre elas para melhorar o profissional que você já é.  São em momentos de crises – grandes ou pequenas – que devemos no avaliar mais seriamente para ver no que podemos melhorar.

É necessário também ser otimista, mesmo que a realidade ao redor não seja a mais animadora. Não desista, pois somente com boa vontade e otimismo conseguimos criar ânimo. Ânimo para transformar situações ruins em aprendizado e força motora para seguir adiante.

Gostou do nosso texto de hoje, tem mais alguma outra dica? Diga qual nos comentários

Comentários

comentários